Pretérito Imperfeito - abertura dia 9 de Junho na Casa de Petrópolis


No próximo dia 9 de Junho abrirá ao público a exposição Pretérito Imperfeito, na Casa de Petrópolis, também conhecida como Casa dos sete erros. A exposição mostrará um diálogo entre as obras de Bruno Weilemann e Pedro Varela e a arquitetura da casa, que é uma das 3 únicas a manter as características originais do século XIX no Brasil. A exposição tem curadoria de Luiz Aquila.


Serviço:

O QUE: Exposição Pretérito Imperfeito – Pedro Varela e Bruno Weilemann

ONDE: Casa de Petrópolis – Av. Ipiranga, 716, Petrópolis-RJ

QUANDO: 09 de junho a 05 de setembro de 2021

QUANTO: 10 inteira / 5 meia – grátis para petropolitanos às quartas, mediante comprovante de residência


Mais infos: https://www.facebook.com/casadepetropolisinstitutodecultura

Texto da exposição:


Toda a história é plástica


O artefato é abordado. Descoberto em repouso, passa a ser entendido por sua função de objeto e objetivo, pela evidência de sua utilidade para o indivíduo e seu tempo. A partir daí se inicia um enredo, história.


Os segredos quando aparecem são mal contados. Os murmúrios e o que é falado alto, para se escutar de “verdade”, são só metade. Assim, toda a história tem seus buracos, rasgos, mentiras e toda a história é plástica. Modelada à sua maneira, repensada pela boca de quem a conta, tem lado e ponto de vista — o olhar que enxerga ao seu ver.


Para quem precisa vislumbrar o real, um dado. Para quem entende que não se reproduz apenas o visível, uma passagem. São importantes os resgates, os achados; é importante manter o passado vivo.


... a história em cântico, bem contada, cantada de rua, conversa fiada; a história é a paisagem de ontem, construída, encontrada nova e capinada; a próxima será autocolante, esparadrapo, um emplastro, etiquetada... As coisas se diluem no tempo, as coisas se degradam.


Na mostra, uma história produzida. A mentira pelo artefato-gato de um conto-gambiarra. A casa e seus segredos, os artistas e suas memórias, um novo vínculo atávico da origem — tudo repleto de falsidade e verdade.

(Bruno Weilemann)

Posts Em Destaque
Posts Recentes